Loading...
Aguarde. Estamos processando seu pedido...

LÍGIA RINELLI (64 anos)

ID: m1174 Categoria: Atrizes Date : Thursday 17th December 2020 10:00:00 pm Tipo : Image / Photo

No rating received yet. [[ ItemDetailsCtrl.itemRating.totalVotes ]] vote(s) - You have rated [[ ItemDetailsCtrl.itemRating.selfRating ]]

Resenha

Elenir Girotto Navas                      

 

(São Carlos/SP, 06 de fevereiro de 1939)                 

(Rio de Janeiro/RJ, 13 de outubro de 2003).

 

Lígia Rinelli foi uma atriz, locutora, vedete, apresentadora, autora, garota-propaganda, modelo e dubladora brasileira com atuação em rádio, teatro, cinema e TV. Descendente de italianos. Filha de Euclides e Maria Dalla Corte. Lígia se mudou cedo para Santos, onde cresceu. Lígia começou a carreira cantando aos cinco anos de idade na “Rádio Atlântica”, em Santos. Por volta dos treze anos, Lígia largou o rádio e foi trabalhar no fórum da cidade, virando depois escrevente. Teve que largar o rádio, pois precisava se sustentar e também ajudar a família nas despesas. Pouco tempo depois, retoma à carreira artística, virando girl em peças de teatro de revista em uma boate na Praça Tiradentes. Aos quinze anos, Lígia Rinelli se torna garota propaganda de TV em São Paulo. Apesar de ter pensado em se formar em direito, Lígia  deixou essa idéia de lado por conta da carreira artística. Lígia Rinelli foi a passeio para o Rio de Janeiro e encontrou sua amiga Marivalda que pediu para Lígia  acompanhá-la em sua apresentação na “Boate Freds”. Na época, a boate pertencia a Frederico C. Mello e o diretor de shows era Maurício Sherman. Maurício ficou interessado em Lígia e a convidou para atuar no espetáculo.  Por estar de férias Lígia aceitou e acabou seguindo carreira no meio. Pouco tempo depois, Carlos Machado comprou a boate e Lígia ue era apenas modelo, em certa ocasião substituiu Anilza Leoni em um show. Posteriormente se tornou vedete e depois atriz. Lígia Rinelli passou pelas companhias teatrais de Colé e Walter Pinto. No início da carreira era conhecida como Lígia Sepúlveda, mudando posteriormente para Lígia Rinelli. Seu nome artístico foi a junção do pseudônimo Lígia Rinelli, com a pronuncia de seu nome, Elenir, ao contrário, ficando Rinele. Seu nome artístico foi mudado pelo cronista Jorge Villar, o Picuca, que era assistente de Carlos Machado. No teatro, Lígia Rinelli fez as peças “Rio, Capital, Samba” ao lado de Paulo Gracindo e Consuelo Leandro, entre outros. “Todas Elas São Barbadas” ao lado de Colé, Lilian Fernandes e Ruy Cavalcanti, “Mulher Só a Francesa” ao lado de Colé, Lilian Fernandes, Ruy Cavalcanti e Márcia Rocha, “Diabo Que a Carregue... Lá Para Casa” ao lado de Íris Bruzzi, Brigitte Blair, Costinha, Afonso Stuart, “Marco Pólo 61” ao lado de Nancy Montez, Maurício Loyola, Geny Vanzio, Paulo Celestino e Marinalva, “Mister Momo” ao lado de Dolly Doll, “Copa Town” ao lado de Marinalva, Renato Consorte, Gladys Ibañez,  “Zelão Boca-Rica” ao lado de Grande Otelo, Gina Le Feu e Tutuca, “Samba, Carnaval e Cachaça” ao lado de Teresa Costelo, Vanda Moreno, Rosinda Rosa, Brigite Blair e Ana Maria Soeiro,“A Panela ta Fervendo”, Samba Quatrocentão”, “De Olho Nelas”, “Com Elas Pra Frente” e “Week-End”. Lígia Rinelli atuou ao também com Marília Pêra, Maria CristinaMabel Serrano, Monsueto Menezes, Jorge Loredo, Costinha, Dilma Cunha, Nancy Montez, Maurício Loyola, Geny Vanzio, Odilon Del Grande, Mizro Barroso, Marlene Rosário, Zezé Macedo, Carla Nell, Rogéria, José Miziara, Márcia Lustosa, Ricardo Sandrini, Silva Filho, Brandão Filho, Nilza Magalhães, Manula e Iris Costa, Zélia Martins , Teresa Nicols, Regina Célia, Esther Tarcitano, Lia Farrel, Guilherme Martins, Margarida Silva, Tânia Aguiar, Sinval Beltrão, Carmen Verônica, Tânia Scher, Eloá Dias, Lúcia Gerck, Glória Cometh, Bilza Benes, Leila MirandaAlberto Pérez, Melo Junior, Marly Marley, Anick Malvil, Aizita, Vininha de Moraes, Geraldo Del Rey, Chico Anysio, Zé Trindade, Alegria, Altivo Diniz, Aldo César e Duarte de Moraes. Fotos de Lígia Rinelli estiveram na amostra “Nostalgia em Revista” no “Centro Cultural Laurinda Santos Lobo”, que mostrava fotos de todas as mais famosas vedetes do país, como Dercy Gonçalves, Virgínia Lane, Nélia Paula, Renata Fronzi, Maria Pompeu, Wilza Carla, Mara Rúbia, Lilian Fernandes, Zélia Hoffman, Anilza Leoni, Berta Loran, Íris Bruzzi, Luz Del Fogo, Norma Bengell, Rosinda Rosa, e muitas outras. Lígia Rinelli foi uma das certinhas do Lalau, ao lado de Anilza, Dorinha Duval, Sandra Sandré e Iris Bruzzi. Lígia Rinelli foi para a Europa com a caravana musical de Humberto Teixeira e se tornou a embaixatriz do teatro brasileiro na Europa. Na TV, Lígia Rinelli esteve em “Qual é o Assunto?” na TV Tupi, “Alô, Alô Benzinho” na TV Rio, "O Show do Golias” e no quadro “O Gozador” no programa “O Riso é o Limite” ao lado de Jaime Barcellos e Matinhos na TV Record, no quadro “Baby Doll” do programa “My Fair Show” e “Agora É Que São Elas” na TV Excelsior, “Tribunal dos Deuses” de novo na TV Rio, “Show de Mulheres” na TV Bandeirantes, “Musical Milionário” (programa de variedades apresentado por ela com Henrique Laufer) na TV Rio e nas novelas “Os Gigantes”, Plumas & Paetês” “Jogo da Vida” “Guerra dos Sexos” e no especial “Meu Nome é Coragem” na TV Globo. Lígia Rinelli se casou com um advogado paulista aos dezessete anos de idade, namorou com Luís Haroldo, com um milionário conhecido como Lopes, foi noiva de Almir Look conhecido na época como “Repórter Charme” e foi casada com Oscar Batista e por dois anos com o ator e dublador Silvio Navas. Lígia Rinelli adotou um casal de gêmeos de nomes André e Andréa.  Em alguns lugares apareceu apresentada pelo nome de Helenir Guzzi Guatura. Lígia Rinelli foi dubladora e trabalhou na "Herbert Richers" e na "Peri Filmes". Lígia Rinelli se aposentou e foi morar no "Retiro dos Artistas" no Rio de Janeiro. Lígia Rinelli chegou a escrever um livro sobre o "Retiro dos Artistas", mas morreu nessa ocasião, de causas desconhecidas e não se sabe se o livro chegou a ser concluído. 

Tags
Loading...