Loading...
Aguarde. Estamos processando seu pedido...

ODAIR MARZANO (92 anos)

ID: h2008 Categoria: Atores Date : Wednesday 13th March 2024 9:00:00 pm Tipo : Image / Photo

No rating received yet. [[ ItemDetailsCtrl.itemRating.totalVotes ]] vote(s) - You have rated [[ ItemDetailsCtrl.itemRating.selfRating ]]

Resenha

Odayr Marsano                                             

 

(Botucatu/SP, 20 de julho de 1929)                                 

(Rio de Janeiro/RJ, 26 de dezembro de 2021).

 

Odair Marzano foi um ator, radialista, apresentador, locutor, narrador, repórter, autor, novelista, animador, letrista, diretor, produtor e garoto-propaganda brasileiro com atuação em música, rádio, teatro e TV. Odair Marzano era filho de Mara Luiza Marsano. Odair Marzano começou sua vida profissional na “Rádio Emissora de Botucatu”. Odair Marzano foi ídolo e galã das radionovelas da “Rádio São Paulo” e  depois se transferiu para a “Rádio Excelsior” Odair Marzano era capa constante das revistas sobre artistas do rádio. Marzano se mudou para o Rio de Janeiro e foi diretor de programação da “Rádio Tupi” tendo o radialista Luiz Brunini como seu diretor geral. Odair Marzano trabalhou ainda na “Rádio Nacional”, “Rádio Roquete Pinto”, “Rádio Manchete” e “Rádio Voz da América” (nos EUA). Em rádio, Odair Marzano exerceu as funções de cantor, locutor, apresentador, radioator, diretor de programação, diretor de dramaturgia, autor, narrador, adaptador, garoto-propaganda, repórter e entrevistador. Na música, Odair Marzano participou do compacto de Carlos Gonzaga pelo selo “RCA Victor” como autor da canção “Um Milhão de Vezes”, do compacto de Wilma Bentivegna pelo selo “Odeon” nas músicas “Minha Devoção” (tradução e adaptação dele da canção “Devotion”) e “Vontade de Enlouquecer” (autoria), de outro compacto de Carlos Gonzaga pelo selo “RCA Victor” com a canção “Rapaz Solitário”, tradução e adaptação dele para “Lonely Boy”, do compcato de Moacir Gomes pelo selo “Continental” como autor da música “Nunca me Deixes”, de outro compacto de Wilma Bentivegna pelo selo “Odeon” como compositor da música “Canção de um Triste”, do LP “As Mais Belas Canções de Amor” de Wilma Bentivegna pelo selo “Continental” como tradutor e adaptador das músicas “Hino ao Amor” (“Hymne à L`Amour”) e “Você é Meu Mundo” (“My Way of Life”), do LP “Quando o Amor se transforma em Poesia” de Wanderley Cardoso pelo selo “Copacabana” como tradutor e adaptador da música “Canto de Esquecer Adeus” (Hier Encore), do compacto de Oscar Ferreira, pelo selo “Odeon” como tradutor e adaptador da música “História do Meu Amor” (“The Story of My Love”) e de mais um compacto de Wilma Bentivegna pelo selo “Odeon” como tradutor e adaptador da música “Hino ao Amor” (“Hymne à L`Amour”) e como compositor da música “Só Tristeza”. Odair Marzano foi pioneiro da televisão brasileira, trabalhando na TV Paulista, com Demerval Costa Lima, Sarita Campos, Álvaro de Moya e Wilma Bentivegna. Odair Marzano foi garoto propaganda e/ou locutor em campanhas comerciais de TV no Brasil e nos Estados Unidos para as marcas “Calçados Fox”, “Gillete Azul Tech”, “Shell Gasolina”, “Lojas Mappin/Mamãe”, “Test-Drive Ford”, “Maisena”, “Lojas Tonelux”, Vick Vaporub”, “Automóvel Ford Mustang” no intervalo do “The Joey Bishop Show” (nos EUA), “Mc Donald´s” (nos EUA), “Câmara Polaroid Color” (nos EUA), “Refrigerante Sprite” (nos EUA), “Getalitna Jell-O” no intervalo do “The Lucy Show” (nos EUA), “Cuecas Zorba”, “Chocolate Galak”, “Iogurte Danone”, “Prosdócimo” e “Frisco”. Na TV Paulista, Odair Marzano esteve nos episódios “A Procura de Sílvia”, “O Casaco de Peles”, ”O Corcunda”, “O Morro dos Ventos Uivantes”, “Ter ou Não Ter”, “A Cidadela”, “Clara dos Anjos”, “Estação 21, Rua 47” (atuação, autoria, direção e produção), “Pássaro na Gaiola”, “Os Deuses Riem”, “Os Proscritos de Poker Flav” (John Oakhurst), “Rosário” (Pintor Cego), “Sombras do Ódio”, “A Bala de Ouro” (João), “A Megera Domada”, “Amar Foi Minha Ruína”, “Ana Karenina”, “Arco do Triunfo”, “As Chaves do Reino”, “Cinzas ao Vento” (Vic), “Dê-me Seu Amor”, “Desesperos D´Alma” (adaptação), “Os Farsantes”, “Um Dia de Sorte”, “Vôo 614”, “A Floresta Petrificada”, “O Último Beijo” (André), “O Vice Presidente” (Fred Slapies), “Semente Amarga”, “A Tragédia de Mayerling” (Arquiduque Rodolfo), “A Última Conquista”, “As Cartas de Madeleine”, “Na Noite do Passado”, “O Cortiço”, “O Rosário”, “O Terceiro Homem”, “Resgate” (adaptação e atuação), “Reverie”, “Ronda dos Malandros”, “Senhora” e “Uma Carta Para Três Maridos” da série “Teledrama”, os episódios “Fraude” (tradução e adaptação da música “Don´t You Leave Me”), “A Rainha e os Rebeldes”, “Dê-me o Seu Amor”, “O Último Inverno”, “Baile de Aleluia”  e “Um Lugar ao Sol” (atuação, adaptação e produção) da série “Teledrama Três Leões”, os programas “Atrações Caruso” (narrador), “Climax Para Milhões” (apresentador), “Recitais Cosmopolita” (apresentador), “Aymoré em Tempo de Música” (apresentador), “Construtores de São Paulo” (narração e produção), “Pergunte à Câmara” (narrador), “Philco em Três Dimensões” (narrador), “Sabe-Tudo Stardard-Eletric” (narrador), “Tem Tempo de Música” (apresentador), “Vinho, Música e Alegria” (apresentador) e “Neli”, “Meu Filho, Meu Orgulho”, “Teatro Policial Lutz Ferrando”, o episódio “O Demônio Familiar” da série “Tele Cray”, “Hino do Amor”, “Martini Bar”, “Minha Devoção” e “Romance e Melodia”. Na TV Rio, Odair Marzano fez o episódio "A Última Jornada” (Dênis) da série “Teatro de Variedades Moinho de Ouro”. Na TV Tupi, Odair Marzano foi apresentador do programa “Espetáculos Tonelux”, ator em “Clube dos Morcegos”, diretor e produtor nos episódios “Madame Lacombe”, “O Burro de Carga”, “O Monarquista”, “O Vendedor de Idéias”, “Os Vizinhos”, “Aconteceu no Rio”, “Dessa Água Não Beberei” e “Sob o Signo de Peixes” da série “TV de Comédia” da qual também foi diretor geral durante dois anos. Na TV Excelisor, Odair Marzano participou do ainda inédito “O Visconde de Bragelonne” (Visconde, além da direção). No teatro, Odair Marzano participou das peças “O Mártir de Gólgota” (Jesus Cristo), “Teatro Popular Volante”, “Os Três Mosqueteiros” (Aramis), “Plantão 21” (Dr. Schneider), “As Feiticeiras de Salém” (Reverendo Parris), “A Vingança do Conde de Monte Cristo” (Conde de Monte Cristo, direção e produção) e “O Visconde de Bragelonne” (Visconde, direção e produção).  Odair Marzano era casado com Stella Berti Marsano com quem teve uma filha, Vera Lúcia. Odair Marzano morreu de causas naturais devido a senilidade.

Tags
Loading...