Loading...
Aguarde. Estamos processando seu pedido...

WILZA CARLA (75 anos)

ID: m885 Categoria: Atrizes Date : Sunday 9th August 2020 9:00:00 pm Tipo : Image / Photo

No rating received yet. [[ ItemDetailsCtrl.itemRating.totalVotes ]] vote(s) - You have rated [[ ItemDetailsCtrl.itemRating.selfRating ]]

Resenha

Wilza Carla Rossi de Brandizi Silibeli Soares Marques Pereira                    

(Niterói/RJ, 29 de outubro de 1935)                             

(São Paulo/SP, 18 de junho 2011).   

 

Wilza Carla foi uma vedete, atriz e humorista brasileira. Wilza Carla tem uma filmografia das mais extensas do cinema nacional, com quase quarenta filmes. Wilza Carla começou a carreira artística como vedete no teatro de revista e como intérprete de papéis sensuais em filmes da era das chanchadas, época em que tinha um corpo escultural. Posteriormente, aproveitando o fato de que havia engordado bastante, se celebrizou nos filmes do gênero pornochanchada. Sua estreia no cinema se deu no filme “Chico Viola Não Morreu” iniciando uma carreira de vários títulos, no veículo que se tornou o seu preferido.  No cinema, Wilza Carla fez os filmes Pani, Amore e Carnavale”, “Trabalhou Bem, Genival”, “Genival é de Morte”, “Leonora dos Sete Mares”, "O Vampiro de Copacabana", “Tem Boi na Linha”. “Minha Sogra é da Policia”, “As Aventuras de Chico Valente”, “Palmeiras Negras”, “Macunaíma”, “O Rei da Pilantragem”, O Impossível Acontece(3º episódio), Os Herdeiros”, “Os Monstros de Babaloo”, “Pra Quem Fica, Tchau”, “Cômicos e Mais Cômicos”, “Ipanema Toda Nua”, “Salve-se Quem Puder - Rally da Juventude”, “Ainda Agarro Esta Vizinha”, “Mais ou Menos Virgem”, “Guerra Conjugal”, “Um Soutien Para Papai”, “As Massagistas Profissionais”, “Os Pastores da Noite”, “Será Que Ela Aguenta?”, “Seu Florindo e Suas Duas Mulheres”, “O Menino Arco-Íris”, “O Rei da Boca”, “Os Campeões”, “Padre Pedro e a Revolta das Crianças” "Bacanal na Ilha da Fantasia", "Socorro, Eu Não Quero Morrer Virgem", “As Loucuras de Um Sedutor”, “Com as Calças na Mão”, “A Ilha das Cangaceiras Virgens”, “As Massagistas Profissionais”, “Será Que Ela Aguenta?”, “Seu Florindo e suas Duas Mulheres”, Sexo às Avessas”, e “Wiezien Rio''. Sua atuação em “Guerra Conjugal” de Joaquim Pedro de Andrade foi elogiada pela crítica e ela tem cenas antológicas com o ator Carlos Gregório.  O grande momento de Wilza na TV foi interpretando o personagem (Dona Redonda) na primeira versão da novela “Saramandaia” exibida pela TV Globo e na mininovela Expresso Brasilrevivendo o mesmo personagem. A última novela em que atuou foi “A História de Ana Raio e Zé Trovão” exibida pela TV Manchete, ainda fez uma participação especial na novela “Cambalacho” da TV Globo. Wilza Carla foi jurada em programas de calouros, em especial os de Silvio Santos e Raul Gil. Seu último trabalho foi na minissérie “O Portador” da TV Globo. Sérios problemas de saúde, agravados pela obesidade, afastaram-na da carreira artística. No final de sua vida, Wilza sofria de diabetes e do Mal de Alzheimer. Wilza Carla morreu em decorrência dos males que sofria.

Tags
Loading...